segunda-feira, 10 de abril de 2017

Quem te viu quem te vê raposa!




Raposinha sabida
Querendo sempre sair na frente
Com sua astúcia atrevida
Por vezes não se dá bem em ideias que inventa
Quer fazer amizade
Os outros bichos têm medo
Se apronta pra se dar bem
Sucesso a raposinha não tem
Mas se carinhosa busca afeto
Com alegria alcança o mérito
Na amizade a gente conquista tudo
Raposinha traquina 
Em tudo isso vê vantagem
Em suas aventuras
Sabedoria conselhos lhe cabem
E fazendo o bem
Muitos amigos se achegam também
É melhor ser sabida e amável
Sem querer passar a perna em ninguém!

Paula Belmino


Me inspirei na estampa de raposas da coleção Bugbee outono inverno 2017 e compus essa poesia, que fala sobre esse animal esperto que é sempre tratado com indiferença e se dar mal nas fábulas infantis
A Bugbee em sua coleção:

OH, SIMPLE LIFE! Traz a raposa como protagonista, num cenário de campo, flores, com mangas amplas, modelagens livres e leves, estampas com cara de artesanal e cores vibrantes, um bichinho fofo a ser selvagem numa atmosfera Folk que encena o campo com ares de paz e natureza.
Para saber mais da coleção:




2 comentários:

✿ chica disse...

Que amor essas raposas e a lição na poesia fala tudo! Adorei! bjs, chica

Renata disse...

Estampas e poesia linda sobre as raposas! Beijo. Renata e Laura